Cafeína causa desconforto estomacal

31/03/2011 às 7:13 am | Publicado em Doenças | Deixe um comentário

A cafeína é uma substância química presentes em bebidas e alimentos como o café, o chocolate, o chá preto e o refrigerante. Ela estimula o sistema nervoso, causando dependência e também atua na digestão. “A substância estimula a produção de sucos gástricos, auxiliando a digestão. Mas quem sofre com problemas estomacais, como azia, gastrite ou úlcera, pode sentir desconforto devido ao excesso de ácidos no estômago”, ressalta o nutrólogo Maximo Asinelli.

Refrigerante aumenta os gases do intestino

30/03/2011 às 7:37 am | Publicado em bebidas | Deixe um comentário

De acordo com o nutrólogo Maximo Asinelli, as bebidas gaseificadas causam desconforto gástrico por causa do gás carbônico. O intestino já tem uma produção própria de gases – compostos pelo gás carbônico, hidrogênio e metano – devido à fermentação das bactérias e da digestão de gorduras, açúcares e proteínas e ao ingerir este tipo de bebida a quantidade de gases excede o normal. “Isto acaba causando dores e prejudicando a digestão, já que dilui o suco gástrico. Então o organismo se obriga a produzir mais suco gástrico para digerir os alimentos e este aumento pode causar gastrite, em especial em quem já tem propensão à doença”, afirma.

Ferro é fundamental para o feto

29/03/2011 às 6:18 am | Publicado em mulher | Deixe um comentário

Segundo o nutrólogo Maximo Asinelli, as gestantes devem consumir alimentos ricos em ferro, como as verduras e as carnes, para garantir o desenvolvimento saudável dos bebês. “Se a alimentação não fornecer a quantidade de ferro necessária para o organismo, o recomendado é a ingestão de suplementos específicos para suprir a falta deste nutriente. Fibras, proteínas, ácido fólico e ácidos graxos como o ômega 3, presente principalmente nos peixes, também são essenciais para a formação dos fetos”, ressalta o médico.

28/03/2011 às 4:33 pm | Publicado em Diversos | Deixe um comentário

Mensagem aos médicos paranaenses

A Comissão Estadual de Honorários Médicos (CEHM), integrada pela AMP, CRM-PR e Simepar, conta com a participação da classe médica paranaense no Dia Nacional de Paralisação do Atendimento aos Planos de Saúde, que ocorrerá dia 7 de abril, próxima quinta-feira. Os profissionais irão protestar contra os baixos honorários médicos e os abusos praticados pelos planos e seguros-saúde. A intenção é suspender todas as consultas e procedimentos eletivos de pacientes de planos de saúde, com agendamento para o dia 7 de abril. A CEHM alerta, porém, que os atendimentos de urgência e emergência devem ser mantidos. Haverá uma programação regional, com atividades concentradas na sede da AMP e início agendado para às 8h30. Divulgue o movimento junto aos seus colegas de trabalho, especialistas e que atuam na sua região. Conheça e divulgue a Carta Aberta à População, para esclarecimento aos pacientes sobre o propósito da nossa manifestação. Acesse também a Carta Aberta aos Médicos.

Programação regional para o Dia de Mobilização dos Médicos

As atividades para o “Dia Nacional de Paralisação do Atendimento aos Planos de Saúde” terão início às 8h30, na sede da Associação Médica do Paraná, em Curitiba. Fazem parte da programação café de boas-vindas aos colegas, seguido de palestra sobre o trabalho desempenhado pela CEHM e de debate de temas pontuais, como contratos com operadoras, descredenciamento individual e de desvinculação da consulta médica dos planos de saúde. Na sequência, às 14h, será realizada entrevista coletiva com objetivo de prestar esclarecimentos à população. Para encerrar o dia de paralisação, os médicos irão participar de uma manifestação pública.
Agende-se
Dia Nacional de Paralisação do Atendimento aos Planos de Saúde
7 de abril (quinta-feira)
Local: Associação Médica do Paraná – Rua Cândido Xavier, 575 – Água Verde
Horário: 8h30 às 17h
Informações: (41) 3024-1415

Sociedades de Especialidades apoiam movimento
No Paraná, a participação de médicos está sendo incentivada por diversas Sociedades de Especialidades. Até o momento a mobilização nacional teve o apoio das Sociedades Paranaenses de Psiquiatria e Pediatria, das Associações Paranaenses de Patologia e Ginecologia e Obstetrícia. Em âmbito nacional, as entidades que demonstraram apoio foram as Sociedades Brasileiras de Endoscopia Digestiva, de Ortopedia e Traumatologia,  Angiologia e Cirurgia Vascular e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo).

 

As redes sociais se tornaram grandes aliadas na divulgação do Dia Nacional de Paralisação dos Médicos. Informações sobre o movimento estão presentes no facebook, orkut, twitter e outros sites de relacionamento. Na visão do conselheiro e vice-presidente do CRM-PR, Alexandre Gustavo Bley, as redes sociais estão contribuindo muito para que a mobilização ganhe força e para que informações sobre assuntos ligados à Medicina e à classe médica circulem mais rapidamente entre os profissionais. O médico radiologista Sérgio Pitaki informa que o número de médicos integrantes do grupo Dignidade Médica, criado no site de relacionamentos facebook, passou de 2200 em menos de três semanas. Ele acredita que os profissionais estão cada vez mais conscientes de sua representatividade e as redes sociais podem ser o canal para as mudanças.


Logomarca da paralisação

A Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) está estimulando o uso das redes sociais para promoção da paralisação do dia 7 de abril na saúde suplementar e pela adoção plena da CBHPM. A entidade divulgou em seu site institucional, na página do facebook e no twitter pedido para que os médicos abracem a causa e participem da mobilização mudando a foto do seu perfil pela logomarca da mobilização ou publicando a imagem para que os seus contatos conheçam a causa. A logomarca está disponível no site da SBACV, na página do facebook e no twitter da Sociedade.

Para mais informações sobre o “Dia Nacional de Paralisação do Atendimento aos Planos de Saúde” acesse o site do CRM-PR.

 

 
Conselho Regional de Medicina do Paraná
Rua Victório Viezzer, 84 – Vista Alegre
Caixa Postal 2.208 CEP: 80.810-340 / Curitiba – PR
Fone:(41) 3240-4000 Fax:(41) 3240-4001 E-mail: protocolo@crmpr.org.br

Consumo de doces deve ser moderado durante a gravidez

28/03/2011 às 7:14 am | Publicado em mulher | Deixe um comentário

Segundo o nutrólogo Maximo Asinelli, as gestantes devem manter seus níveis de glicose equilibrados, já que o excesso de açúcar no sangue aumentar a circunferência abdominal dos bebês, acumulando camadas de gordura excessivas. “A glicose aumenta com o consumo de doces e carboidratos complexos. Por isso a recomendação é o consumo de alimentos integrais, que são processados mais lentamente pelo organismo, sem picos na circulação de glicose no sangue”, afirma.

Gestante deve consumir três frutas por dia

27/03/2011 às 7:13 am | Publicado em mulher | Deixe um comentário

De acordo com o nutrólogo Maximo Asinelli, as gestantes devem manter uma dieta saudável, que contemple todos os grupos alimentares. A gestante deve consumir pelos menos três frutas por dia, muitas verduras e legumes, beber no mínimo 1,5 litro de água e consumir pouco sal e gordura. “Elas devem investir nos alimentos ricos em fibras, como maçã e pão integral, que ajudam a reduzir a prisão de ventre, comum durante a gravidez. As refeições devem ser divididas. A grávida deve se alimentar de seis a oito vezes por dia, comendo em poucas quantidades e mastigando devagar. Para facilitar a digestão e evitar a azia deve-se evitar tomar líquidos durante as refeições”, recomenda o médico.

Alimentação da mãe influencia sexo do bebê

26/03/2011 às 6:11 am | Publicado em mulher | Deixe um comentário

De acordo com um estudo feito na de Missouri, nos Estados Unidos, o sexo dos bebês pode ser influenciado pela alimentação da mãe durante a gestação.Quanto mais calórica a dieta, maiores são as chances dedar a luz a um menino, enquanto dietas menos calóricas aumentam a probabilidade de nascer uma menina. “Outro dado importante é que meninos filhos de mães obesas têm mais chance de serem obesos e ter diabetes do que as meninas”, observa o nutrólogo Maximo Asinelli.

Alimentação inadequada aumenta chances de feto ser obeso

25/03/2011 às 7:10 am | Publicado em mulher | Deixe um comentário

Ganhar peso excessivo durante a gestação pode prejudicar a saúde do bebê. Como a alimentação da mãe passa diretamente para o feto pelo cordão umbilical, todos os nutrientes consumidos vão chegar até ele, sejam bons ou ruins. “A alimentação da mãe pode contribuir para desencadear doenças cardíacas, obesidade, sobrepeso e diabetes nos bebês na infância e até mesmo quando eles atingirem a vida adulta. Por isso as mamães devem manter hábitos saudáveis, praticar exercícios físicos compatíveis com o período da gestação, manter uma alimentação saudável e fugir do cigarro e das bebidas alcoólicas”, ressalta o nutrólogo Maximo Asinelli.

Gestante não deve engordar demais

24/03/2011 às 6:08 am | Publicado em mulher | Deixe um comentário

É comum as pessoas falarem que a gestante tem que “comer por dois”. A brincadeira pode até ser engraçada, mas não deve ser levada a sério. Existe uma tabela com orientações universais de alimentação, é o RDI (Recommended Dietary Intakes), que recomenda apenas 300 calorias a mais para mulheres a partir do terceiro mês de gestação, ou seja, elas devem consumir no máximo 2800 calorias por dia. “Mesmo tendo que nutrir outra vida, a mulher deve continuar com uma alimentação saudável e equilibrada, garantindo que o feto não desenvolva doenças relacionadas ao excesso de peso”, observa o nutrólogo Maximo Asinelli.

Medicina ortomolecular melhora o sistema vascular

23/03/2011 às 1:20 pm | Publicado em Diversos, Saúde | Deixe um comentário

Além de não prejudicar os olhos como o laser, a medicina ortomolecular ainda traz muitas vantagens. Ela melhora todo o sistema vascular, estabiliza o diabetes, não desenvolve precocemente a catarata e não lesa as células sadias dos olhos. “Nós recomendamos a medicação venosa e os anti-neogênicos por via oral para complementar o tratamento e aumentar a ação benéfica das substâncias utilizadas”, acrescenta J.H.Tamburini, especialista em Oftalmologia do Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.