Quais são as funções dos alimentos funcionais?

31/05/2010 às 7:59 pm | Publicado em alimentação | Deixe um comentário
Tags: , ,

O ingrediente funcional, também chamado de nutracêutico é o responsável pela ação dos alimentos funcionais. A sua propriedade funcional refere-se ao papel metabólico e fisiológico geral (antioxidante, reduzir glicemia pós-prandial, entre outros), e pode ser facilmente demonstrada por ensaios simples.

O nutrólogo e membro da Sociedade Latino-Americana de Alimentação e Nutrição Maximo Asinelli, diz que a partir disso é que se pode fazer uma alegação de saúde a um determinado alimento através de sua propriedade funcional.

“Vale lembrar que um alimento pode ser funcional para apenas um grupo específico e não para toda uma população, cujas características genéticas, metabólicas ou fisiológicas resultem na necessidade de ingestão de determinado componente. Isso será cada vez mais possível”, afirma. Asinelli.

O nutrólogo ainda faz questão de frisar que um alimento funcional pode ser natural ou geneticamente modificado, ou seja, transgênicos.

Anúncios

O que são os alimentos funcionais?

29/05/2010 às 1:03 am | Publicado em alimentação | Deixe um comentário
Tags:

Inicialmente a alimentação era aquela encontrada na natureza pelo homem. Com a sua evolução, fixação de residência, ele passou a cultivar plantas e cozinhar, o que causou um melhor aproveitamento nutricional dos alimentos.
Já atualmente, os alimentos assumem, além de sua função de nutrientes, um papel de destaque na promoção da saúde. Dessa maneira, a nutrição passa a se preocupar com as funções fisiológicas de cada indivíduo, assegurando maior bem-estar e saúde.
De acordo com o nutrólogo e membro da Sociedade Latino-Americana de Alimentação e Nutrição Maximo Asinelli, há também a busca por um maior aproveitamento do potencial alimentar, como por exemplo, a prevenção de osteoporose com a recomendação de uma dieta com aumento de cálcio. “Além disso, o aumento do consumo de dietas ricas em gordura e deficitária em micronutrientes, aliada a uma vida mais sedentária, só vem a evidenciar essa nova utilização dos alimentos”, diz.
Por esse motivo é que existem os alimentos funcionais, que semelhante ao convencional, consumido como parte da dieta usual é capaz de produzir efeitos metabólicos ou fisiológicos úteis na manutenção da saúde e na redução do risco de doenças crônico-degenerativas. “Sua principal função é a de modulação metabólica com reflexo na saúde através da alimentação”, finaliza Asinelli.

Magnésio no centro da saúde

28/05/2010 às 1:49 am | Publicado em alimentação | Deixe um comentário

Magnésio, iodo, cobre ou selênio, quem iria imaginar que consumimos diariamente estes minerais, mas estes fazem parte do que chamamos de sais minerais, encontrados em algumas verduras e grãos e até na água que ingerimos. Essenciais para garantir nossa boa saúde, o magnésio esta presente em grande parte dos processos que garantem nossa vida, como a respiração, movimentação dos músculos e estímulos cerebrais.
O magnésio é um mineral encontrado em quantidades razoáveis em sementes, frutos secos e leguminosas: como castanhas, soja, cereais, verduras e até o peixe, mas a melhor fonte ainda é o farelo de trigo, produto que possui cerca de 21 vezes mais magnésio que a carne ou o leite. Responsável por diversas funções do nosso corpo, como o funcionamento dos músculos cardíacos, a formação de ossos e dentes, o relaxamento de vasos sanguíneos, a oxigenação dos tecidos e a produção de energia celular.
O nutrólogo Maximo Asinelli explica que o magnésio é fundamental para o organismo, e pode auxiliar o combate ou controle de várias doenças, mas que infelizmente ainda é deixado de lado pela maioria dos médicos. Ele conta que no site médico PubMed há uma série de pesquisas que demonstram os benefícios deste mineral para o organismo, “Lá encontramos pesquisas onde o magnésio pode auxiliar no tratamento de enxaquecas, depressão, ansiedade, hipertensão arterial e até de cólicas menstruais. Temos que dar mais atenção a este mineral e aproveitar ao máximo seus benefícios”, afirma o nutrólogo.
Assineli explica que ao contrário do que muitos podem pensam o magnésio é armazenado no organismo principalmente nos ossos e músculos, e que há muito pouco deste mineral circulando em nosso sangue, por exemplo, cerca de 1%. O que pode causar algumas dificuldades para identificar a deficiência deste mineral, afinal quando o exame sanguíneo apontar números abaixo dos normais, provavelmente os índices no organismo já estarão perigosamente baixos. Estudos recentes apontam que cerca de 80% da população têm carência de magnésio, o que pode causar espasmos musculares, hipoglicemia, diabetes, depressão e até doenças cardíacas.
Um dos benefícios deste mineral são suas propriedades de cura, uma pesquisa realizada em 1915 demonstrou que a aplicação do cloreto de magnésio em feridas externas acelerava a cicatrização e prevenia a infecção do ferimento. Asinelli conta que o mesmo médico passou a pesquisar o uso via oral do magnésio, “O que ele descobriu foi que o mineral tem ação imunoestimulante e protege as células do organismo do dano oxidativo. Além de ter uma boa reação de cura, ainda auxilia na prevenção do envelhecimento precoce de nossas células”, afirma.
Mas o nutrólogo recomenda uma atenção especial ao consumo de magnésio para aquelas pessoas que sofrem de mau funcionamento dos rins, alcoolismo, ou que tiveram recentemente casos de diarréias. E Assineli reafirma que aqueles que têm uma alimentação balanceada terão o consumo adequado de magnésio, “Variar o cardápio e garantir que leguminosas e grãos sejam consumidos diariamente, irá garantir o consumo adequado do magnésio e de outros minerais. Prevenindo doenças e garantindo a qualidade de vida”.

Substitua o pãozinho francês pelo integral

27/05/2010 às 1:51 am | Publicado em alimentação, Dicas | Deixe um comentário
Tags: ,

Uma alimentação saudável faz bem a saúde e pequenas mudanças nos hábitos alimentares podem fazer toda a diferença no dia-a-dia e na vida de um indivíduo. Essa mudança pode começar já no café da manhã.

A dica é trocar o pão francês pelo integral. Além de começar o dia protegendo as artérias, a massa integral possui boas doses de fibras. O nutrólogo Maximo Asinelli, explica que esses ingredientes servem de alimento para as bactérias, que podem fabricar mais propionato, uma substância que pode diminuir a produção de colesterol.

O pão francês é a preferência nacional, mas deve ser consumido com cuidado. “Ele contém carboidrato que é importante na dieta de uma pessoa, pois é uma fonte de energia e garante que o corpo poupe suas preciosas proteínas musculares da queima metabólica. Porém, em excesso não faz bem para a saúde”, diz Asinelli.

Já a versão integral, além de ser mais saudável, melhora o trânsito intestinal, diminui o esvaziamento gástrico com prolongamento da saciedade e a reduz a absorção do colesterol e da glicose. “Mas para isso, recomenda-se a ingestão de no mínimo 25 gramas de fibras por dia”, conclui Asinelli.

Pela manhã, coma aveia

26/05/2010 às 1:40 am | Publicado em alimentação, Dicas | Deixe um comentário
Tags:

A aveia tem fama de ser uma dos cereais mais nutritivos do planeta. Por esse motivo merece um espaço logo no café da manhã, seja ela na forma de flocos ou de mingau. Um estudo da Universidade Federal de Santa Catarina diz que a sua capacidade de cortar a gordura que sobra no sangue é grande.

Segundo o nutrólogo Maximo Asinelli, esse alimento aumenta as taxas de HDL – colesterol bom. “A aveia é rica em betaglucanas, fibras fermentadas no intestino e capazes de regular a síntese de colesterol”, afirma.

Prefira o molho de tomate

25/05/2010 às 1:49 am | Publicado em alimentação, Dicas | Deixe um comentário
Tags:

Se na hora do almoço ou do jantar o cardápio do dia for uma deliciosa macarronada, prefira o molho de tomate, que é mais saudável do que o branco.

Para o nutrólogo Maximo Asinelli, o macarrão nesse prato é o mais inocente, pois quem incentiva ou não o aumento do colesterol é o molho, e o branco é bem mais gordo. “Em duas colheres de sopa encontramos 4,5 gramas de gordura. Como o preparo exige creme de leite e queijo, o prato fica cheio de ácidos graxos saturados”, diz.

Já a macarronada ao sugo não tem esse perigos, porque nessas mesmas duas colheres de sopa, há somente 0,1 grama de gordura. “Só de deve procurar utilizar o molho de tomate feito em casa e evitar a manteiga no momento de refogá-lo. E se possível coma macarrão integral”, afirma Asinelli.

Use a imaginação e tempere a sua comida com ervas e alho

24/05/2010 às 1:47 am | Publicado em alimentação, Dicas | Deixe um comentário
Tags: ,

Ao temperar uma comida é normal utilizar o sal, pois é ele que dá gosto ao alimento e o torna mais saboroso. Mas usá-lo em excesso pode fazer mal a saúde e aumentar as chances de hipertensão.

Então, por que não substituir esse ingrediente por ervas e alho, esta é uma maneira de preservar os vasos sanguíneos e não deixar a comida insossa. Por isso, use a sua imaginação e desfrute à vontade desses dois elementos.

O nutrólogo Maximo Asinelli diz que o alho tem compostos capazes de controlar o colesterol, já ervas como o orégano e o alecrim merecem ser convidadas à cozinha por causa do seu poder de fogo contra a oxidação, um fenômeno que, não poupa o LDL, tornando-o ainda mais danoso para as artérias. “Mas essa ação pode minguar quando os ingredientes são expostos a temperaturas elevadas. Procure acrescentá-los nos minutos finais do cozimento”, finaliza.

Castanhas e nozes são ótimos petiscos

23/05/2010 às 1:46 am | Publicado em alimentação, Dicas | Deixe um comentário
Tags: ,

Pela tarde é normal bater aquela vontade de fazer um lanche, mas muitas pessoas optam por petiscos como: salgadinhos e bolachas recheadas, que não são muito saudáveis e ainda possuem a gordura trans.

A dica do nutrólogo Maximo Asinelli é substituir os salgadinhos por castanhas. “Diferente das guloseimas, as castanhas e nozes diminuem o LDL – colesterol ruim – e aumentam o HDL – colesterol bom”, explica o nutrólogo.

Além de escapar dessas malfeitorias, as castanhas e as nozes são legítimos depósitos da gordura monoinsaturada, que faz exatamente o trabalho oposto. Vale lembrar que as oleaginosas ainda são fontes de antioxidantes.

Ao invés de um doce coma compotas de fruta

22/05/2010 às 1:45 am | Publicado em alimentação, Dicas | Deixe um comentário
Tags:

Comer um doce é a alegria de muitas pessoas por ser saboroso e aliviar a fome, mas essa delícia costuma ser condenada por carregar açúcar demais, o que não faz bem para a saúde.

Quando a discussão envolve o colesterol, o açúcar não é o maior vilão, e sim, ingredientes comuns em quindins, brigadeiros e bolos: a gordura. “A manteiga, o creme de leite e outros ingredientes gordurosos que dão consistência aos quitutes levam consigo ácidos graxos saturados, que alavancam as taxas de LDL – colesterol ruim”, explica o nutrólogo Maximo Asinelli.

Por esse motivo é que os especialistas recomendam trocar esse tipo sobremesa por opções que, sem perder o sabor adocicado, são desengorduradas, como por exemplo, as compotas de fruta.

Cuidado com o camarão

21/05/2010 às 1:43 am | Publicado em alimentação, Dicas | Deixe um comentário
Tags:

Os frutos do mar não são muito presentes na mesa do brasileiro, um dos motivos é o seu preço alto. Mas quando se vai à praia é comum o consumo desses alimentos, porém se deve ficar atento ao camarão e não consumi-lo em demasia.

O nutrólogo Maximo Asinelli explica que eles encabeçam o ranking marinho de colesterol — são 152 miligramas da gordura em uma porção de 100 gramas . Ou seja, quase o triplo do que é oferecido pela mesma quantidade de um peixe gordo como o salmão.

“Esse pescado se sai melhor também por outro motivo: ele é carregado de ômega-3. E uma nova pesquisa da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, revela: o ômega diminui a captação de LDL pela parede das artérias, prevenindo as placas”, diz Asinelli.

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.