Em voo

28/10/2009 às 4:58 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags:

DCF_5694O Dr Maximo Asinelli embarca hoje para Porto Alegre, onde acontece a III Jornada de Medicina Aeroespacial, IV Fórum Internacional de Álcool/Drogas e Contramedidas em Aviação e XV Encontro Internacional de Medicina Aeroespacial, no Hospital Aeronáutico de Canoas. O especialista é Médico Civil da Aviação, credenciado pela Anac, e associado da Sociedade Brasileira de Medicina Aeroespacial (SBMA), organização que apoia o evento no Rio Grande do Sul.

Bebidas energéticas: o lado bom e ruim

28/10/2009 às 11:47 am | Publicado em bebidas | 4 Comentários
Tags: , , , ,

energeticoAs bebidas energéticas são muito úteis para pessoas que praticam atividades físicas muito fortes ou outras atividades que exijam bastante do organismo. Compostas por carboidrato, cafeína e taurina, geram um efeito para estimular o estado de alerta do corpo e também agem na diminuição da sonolência durante certo período.

Normalmente, os energéticos são fabricados em unidades de 200 a 250ml. Se ingeridos em pequenas quantidades, podem ser insuficientes para que o estado de alerta da pessoa seja restabelecido. Por exemplo, a cafeína só gera o efeito estimulante se consumida em uma proporção de seu peso corporal vezes três. Ou seja, um homem de 80 kg precisa consumir no mínimo 240 mg para sentir os efeitos.

É importante ter em mente que existem certos limites que devem ser respeitados. Se ingeridos em excesso, os energéticos podem trazer alguns efeitos colaterais como aumento do batimento cardíaco e insônia. Além disso, a cafeína acelera também a perda de cálcio, magnésio e potássio, o que pode facilitar a ocorrência de câimbras. Outro ponto que vale frisar é que como essas bebidas diminuem a absorção de cálcio pelo organismo, futuramente podem causar uma perda de massa óssea.

O certo é manter um controle. Os energéticos criam fortes dependências por serem compostos, em maioria, por cafeína e isso pode trazer conseqüências maléficas ao organismo.

O que comer para manter a pele saudável?

22/10/2009 às 4:50 pm | Publicado em alimentação | Deixe um comentário
Tags:

1fbAs pessoas investem muito dinheiro e tempo em tratamentos caríssimos, cirurgias, cosméticos para ficarem com uma pele bonita. O problema é que elas esquecem que a alimentação é o mais importante. Mantêm uma dieta pobre, inadequada que aos poucos vai atingindo a saúde geral do organismo.
Alguns alimentos contêm nutrientes importantes para ajudar a pele a ficar sempre bem. As frutas são indispensáveis nessa questão, seus benefícios são inúmeros. As vermelhas, maçãs e ameixas, por exemplo, são riquíssimas em antiozidantes, agentes contra o envelhecimento precoce e o surgimento de rugas. Batata-doce, tomate e melão servem para dar firmeza e brilho.
A vitamina C é outro antioxidante, e um dos mais poderosos. Fora o combate às rugas, ela também tem influencia na presença do colágeno – proteína fundamental para a elasticidade da pele –, logo, também afasta a flacidez. As principais fontes da vitamina são a laranja, o limão, as frutas cítricas em geral. Elas podem ser consumidas na forma de sucos e temperando saladas e outras receitas especiais.
Folhas verdes também não podem faltar no prato. Elas são riquíssimas em vitamina A, extremamente importante para a pele. Impede a formação de escamas, desidratação, envelhecimento precoce, estimula a renovação celular e o crescimento da derme (pele). Então, sempre servir-se de brócolis, espinafre, couve e outras folhas.
Com o verão chegando, a exposição ao sol começa a aumentar. O ômega 3, encontrado em peixes, e os antioxidantes EGCG, consumidos no chá verde, protegem contra os impactos resultantes da ação dos raios solares, como inflamações, cancro e tumores. É interessante manter o consumo regular desses alimentos, peixe de duas a 3 vezes por semana e o chá diariamente, para ver e sentir a diferença na pele.

Ver também em: http://veronicapacheco.wordpress.com

Entrevista Agel

19/10/2009 às 10:39 am | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: ,

Olá meus amigos,

Trago a vocês uma entrevista sobre a Agel que fiz para com o Alexandre Rodrigues do Na Arte de Fazer Amigos.
FIcou bem interessante, espero que gostem.

Um abraço,
Maximo

O que devo comer para aliviar a TPM?

16/10/2009 às 3:13 pm | Publicado em mulher | Deixe um comentário

SCAWLO4QUCA5O4WAPCAZUDK31CATB5EG1CA5GZOM0CAVRP0HICAG1QFQXCAWNX4PZCAI7WIDFCAPU9BU7CAOITHMUCAQXVVIRCAQ1NSCNCA11PWEACA9MZCUICAS20HD7CA4CACOQCAKE3HFDCASF43ZHA Tensão Pré-Menstrual possui cerca de 150 sintomas relacionados, que, além do psicológico, também influenciam na parte física e comportamental. É um momento difícil para muitas mulheres, mas é bom saber que a alimentação pode ajudar a superar as crises de TPM.
Existem alguns nutrientes que ficam em falta no período anterior à menstruação. Comer mal contribui com essa deficiência e agrava os sintomas, também levando ao surgimento inchaços pelo corpo, náuseas, dores nos seios, mudanças de humor, entre outros.
O primeiro passo, então, é procurar se alimentar com mais frequência durante o dia, mas em refeições menores. Isso facilita o processo de digestão e mantém o corpo sempre com reservas energéticas. A montagem do prato deve privilegiar alimentos leves, como frutas, verduras, legumes, grãos integrais. Gordura saturada e sal devem ser evitados.
O magnésio e o cálcio são substâncias essenciais para o processo metabólico, sua ingestão alivia bastante os desconfortos. O primeiro está presente nos alimentos que já citei, os integrais – aí, pode se ser vir de arroz integral, aveia, granola e farelo de trigo –, também no amendoim, nozes, amêndoas, feijão, soja, frutos do mar e outros. Já o cálcio é encontrado, principalmente, no leite e seus derivados, mas a preferência é pelos com baixo teor de gordura, queijos magros e leite desnatado, por exemplo.
O chocolate também é rico em magnésio, mas se consumido em excesso o açúcar e a cafeína que contém vão deixar a TPM ainda mais incômoda. Assim, já está a dica de que é bom evitar muito açúcar e cafeína, logo refrigerantes e café. O álcool também deve ser mantido longe da dieta.
Estas são algumas dicas para deixar o período da TPM mais fácil de se enfrentar, mas situações extremas devem ser levadas para um médico.

Comer direito no início da vida evita doenças graves no futuro

09/10/2009 às 5:13 pm | Publicado em alimentação, crianças | Deixe um comentário

1hfmfCom o Dia das Crianças chegando a correria é certa para as lojas de brinquedos, mas essa é uma data importante também para os pais lembrarem de cuidar da saúde de seus filhos nessa e em todas as outras datas do ano. Os primeiros anos de vida do bebê são decisivos sobre a saúde que ele terá quando se tornar adulto. Doenças graves como hipertensão arterial e a obesidade podem ter raízes na alimentação inadequada no início da vida. O sal é um elemento central nesta questão, por isso deve haver cuidado na hora de oferecê-lo à criança.
O primeiro ano de vida é o mais sensível à ação do sódio, parte principal na composição do sal. Ele entra na dieta do bebê no momento em que os pais deixam a amamentação natural de lado e passam a oferecer alimentos sólidos. Antes de fazer seu primeiro aniversário, a criança ainda não está em plena condição de metabolizar essa substância, nem seu paladar está amadurecido o suficiente para sentir o sabor.
O consumo acaba sendo baseado na sensação da mãe ou do pai sobre a quantidade de sal na comida. “O adulto funciona completamente diferente da criança. Invariavelmente, os pais que procedem assim fazem seus filhos ingerir muito mais sódio do que o recomendado. Esse é o primeiro passo para desenvolver problemas de pressão arterial no futuro”, explica Raquel Rego, médica pediatra da clínica Asinelli.
Estudos demonstraram que lactentes que recebem o leite de vaca também podem apresentar hipernatremia (aumento de sódio no sangue). Isso ocorre devido ao aumento da carga metabólica imposta pela elevada concentração de solutos (sódio, potássio, cloro e proteína) sobre a função renal ainda imatura.
A especialista, parceira do nutrólogo Maximo Asinelli no tratamento da obesidade infanto-juvenil, diz que o leite de vaca ainda pode gerar demasiado sobrepeso devido a grande quantidade de gorduras, ainda mais quando misturado com açúcar. Formar um adulto obeso é um resultado esperado. O quadro é ainda pior quando os bebês nascem prematuros ou com peso muito baixo do ideal, acarretando distúrbios metabólicos e crescimento desproporcional.
A informação e a consciência dos pais é fundamental, pois são eles que vão definir de que maneira a criança irá se desenvolver. “A alimentação correta é imprescindível no início da vida. Nos seis primeiros meses, seu único alimento é o leite materno, nada mais. O problema é que muitos pais ignoram isso, acham que não é suficiente”, afirma Raquel.

Apresentação sobre o Ageless

08/10/2009 às 10:56 am | Publicado em Agel | Deixe um comentário
Tags: , ,

DCF_5699Hoje, 8, às 19h, eu estarei realizando uma palestra especial sobre a nova linha de suplementos da Agel, a Ageless. O produto é voltado para a saúde da pele, proporcionando maciez, vitalidade e juventude devido ao seu poder de combater o envelhecimento, graças aos antioxidantes do Agel Exo.
 
Sou o médico consultor da empresa americana e neste bate papo tentarei sanar todas as suas dúvidas sobre o Ageless. Para acompanhar o evento, que será transmitido por videoconferência, basta clicar no link http://www.ageleurope.ivocalize.net/ , colocar seu nome e deixar o campo de senha em branco.

Espero vocês lá.

Vinho tinto controla os níveis de colesterol?

05/10/2009 às 11:28 am | Publicado em bebidas | Deixe um comentário
Tags: , , , ,

O vinho tinto é uma das melhores e mais benéficas bebidas à saúde que podemos encontrar se consumido com moderação. Ele possui centenas de substâncias que ajudam a controlar o colesterol, manter os vasos sanguíneos sempre livres e melhoram a circulação. Ainda carrega ótimos compostos antioxidantes e anti-inflamatórios.

O vinho deve boa parte desse desempenho fenomenal em favor do organismo ao resveratrol. É uma espécie de antibiótico natural presente em grandes quantidades na casca da uva. Sua função é proteger as frutas das ações de agressores como os fungos e umidade, por exemplo. Um ponto interessante é que quanto mais o ambiente por agressivo, mais resveratrol a planta irá produzir.

Essa substância estimula a produção do bom colesterol (HDL) e a redução do ruim (LDL), além de impedir que a gordura perigosa se oxide e bloqueie os vasos sanguíneos. Assim, ele ajuda a evitar a ocorrência de doenças cardíacas. Estudos importantes mostram indícios que o resveratrol também é capaz de inibir a ação de uma proteína responsável pela proliferação de células cancerígenas. Ou seja, temos aí um aliado contra o câncer.

Este, no entanto, não é o único “bem feitor” do vinho. Ele também contém vitaminas, sais minerais, enzimas e aminoácidos, porém em menor quantidade que outros alimentos. O que o diferencia é sua grande quantidade de substâncias que combatem as doenças degenerativas. Uma taça de vinho tinto equivale a sete copos de suco de laranja, que é rica em vitamina C, o mais conhecido entre os antioxidantes. Mesmo o álcool é benéfico, pois, com consumo moderado, pode agir contra as bactérias H. pylori, que atacam a parede do intestino.

Os efeitos benéficos são inúmeros, mas o consumo deve ser contido, duas taças por dia no máximo, afinal o vinho é uma bebida alcoólica. O exagero pode acarretar todos os problemas relacionados ao alcoolismo.

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.